Carnaval Samorense 2005

Publicado em 10-02-2005

Muitos foram os forasteiros que nos voltaram a visitar nesta festa carnavalesca, enchendo as ruas da vila que se tornaram pequenas para acolher tanta gente.
Este ano o programa de Carnaval teve o seu inicio no dia de sexta-feira 4 de Fevereiro, com o desfile do Corso Infantil do Agrupamento de Escolas de Samora Correia, os Bailes preencheram as noites de sábado, Segunda-feira e Terça-feira, notando-se uma afluência menor de dançarinos a estes eventos.
A Coroação dos Reis 2005, Ana Ascenso e Tó Ascenso, foi outro momento alto do programa, com o Palácio do Infantado engalanado e com a participação especial dos “Meninos” Salvador, Carlitos e João que em conjunto e em jeito de brincadeira lá deixaram as promessas de governação, nomeações e alguns recados a quem de direito.
As tradicionais Largadas de Toiros e Vacas realizaram-se como de costume nas manhãs de Domingo e Terça-feira, sempre animadas e com presença forte de todos os aficionados da região.
Os Corsos saíram à rua nas tardes de Domingo e Terça-feira, onde os animados Foliões entusiasmaram e divertiram os milhares de visitantes e moradores da freguesia.
Ao sexto dia de folia, cumpriu-se mais uma vez a tradição, o Santo Entrudo foi a enterrar, numa cerimónia dirigida pelo Padre André, o Padreco Hélder e o Sacristão Olímpio.
Os músicos em tom pesado tocavam a célebre marcha fúnebre. As viúvas do Santo Entrudo que eram várias lá seguiam chorosas, ranhosas e ansiosas por receberem do testamento a valiosa herança deixada pelo Santo defundo. Os restantes herdeiros esperavam impacientes à janela pela passagem do enterro, para assim receberem a sua parte da herança deixada.
Todo o acompanhamento seguiu a cerimónia com respeito e saudade por mais um Entrudo passado.